Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

Nostálgico Blog

24 de Setembro de 1991. O Nirvana, lançava o álbum "Nevermind", aquele do bebê nadando atrás de uma nota de dólar. Movido por uma certa nostalgia, vou na minha empoeirada coleção de CDs e o coloco no cd player. Nossa!, Viagem no tempo! Ouvi faixa por faixa, me empolgando cada vez mais, peguei alguns outros (tenho uns 20 mais ou menos do Nirvana, entre CDs oficiais e uns mais “alternativos”) e ouvi todos (claro que nem todas as músicas). Fiquei lembrando de quando conheci o Nirvana. Foi em 90, uma época que eu tava me definindo musicalmente. Eu comecei ouvindo o saudoso Michael Jackson. Lembro que ouvia também Guns and Roses, mas não ligava muito para aquelas voz esganiçada do Axl, e um outro metal. Pois bem, um dia, ouvindo a Fluminense FM (a extinta Maldita, que ensaiou um retorno, mas se tornou rádio pop e hoje em dia é a rádio do Luciano Huck e do Miguel Falabella) e ouvi uma musica legal, "Love Buzz" era o nome da música, e o nome da banda era NIRVANA. "Le…

Lendário blog

Há muito tempo atrás, longe pra caralho, vivia um pirralho que não estava completamente satisfeito consigo mesmo. Era o começo do século 5 , e a terra foi o que hoje chamaríamos do sul da Índia , em Chennai . No entanto, naquela época a área era conhecida como Madras.
E o moleque da história não era um menino normal. Não mesmo. Ele era um príncipe da família Chadili.
Um membro da classe Khsatriya , de guerreiros, o que significa que ele recebeu uma educação melhor do que a maioria outros catarrentos na sua idade. Dizer que ele tinha alguns privilégios seria quase um eufemismo. Ele foi educado tanto nas artes literárias como nas artes de combate, e a lenda diz que o menino gostava particularmente de praticar porradaria com a galera, e ele se tornou muito bom nisso depois de um certo tempo.
No entanto, embora tudo parecesse perfeito no mundo do pirralho, ser um príncipe da família Chadili significava que você não podia realmente fazer o que você queria. Com um título como esse você t…