Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2013

Maricas Blog

Vivemos numa geração meio mariquinha, todo mundo diz: “Vamos lidar psicologicamente com isso?” Naquela época, você simplesmente sentava o pau e resolvia na porrada. Mesmo que o cara fosse mais velho e fortão, pelo menos você era respeitado por encarar a briga, e te deixavam em paz. Não sei se dá para dizer exatamente quando começou essa geração mariquinha. Talvez tenha sido quando as pessoas começaram a se perguntar sobre o sentido da vida.
- Clint Eastwood

Andei cá pensando, os emos, os coloridos e os frescos que chamam MMA de carnificina proliferam nessa geração atual por falta de modelos como Bradock, Banana Joe, Marion Cobretti, Clubber Lang...

Alguém realmente imagina Ivan Drago ouvindo Restart?

Alguém algum dia imaginou John Matrix chamando alguém de senhorito?

Já conseguiram imaginar Kate Mahoney  com uma lágrima pintada no rosto?

Alguém em sã consciência consegue pensar em Tackleberry vestindo calça verde limão?

Realmente conseguem pensar em John Rambo chegando em casa chorando di…

Nerúdico Blog

Para mi corazón basta tu pecho,
para tu libertad bastan mis alas.
Desde mi boca llegará hasta el cielo
lo que estaba dormido sobre tu alma.

Es en ti la ilusión de cada día.
Llegas como el rocío a las corolas.
Socavas el horizonte con tu ausencia.
Eternamente en fuga como la ola.

He dicho que cantabas en el viento
como los pinos y como los mástiles.
Como ellos eres alta y taciturna.
Y entristeces de pronto, como un viaje.

Acogedora como un viejo camino.
Te pueblan ecos y voces nostálgicas.
Yo desperté y a veces emigran y huyen
pájaros que dormían en tu alma.





Pablo Neruda.








Milenar Blog

Definição de “milenar” no Michaelis: adj(lat millenariu)1 Que diz respeito ao milhar.2 Que contém mil.3 Que tem mil anos; milenar.sm1 Espaço de mil anos.



Dada a definição, dou início ao meu texto aleatório com algo que observei: As pessoas tendem a achar que “milenar” é sinônimo pra algo oriental com mais de 40 anos, principalmente se for relacionado às artes marciais. Sempre escuto alguém falar “a milenar arte do taekwondo” ou “o milenar Judo” e similares e fico me perguntando de onde eles tiraram isso.

A grande maioria das artes marciais praticadas hoje em dia é mais recente do que a  maioria das pessoas consegue imaginar.  Vejamos uns exemplos:

Aikido – Morihei Ueshiba começou a desenvolver o que hoje chamamos de Aikido nos anos 30. Há quem force a barra citando o Daitō-ryū Aiki-jūjutsu, arte que Ueshiba treinou, pra validar a “milenaridade”.  Só que Sokaku Takeda fundou este sistema no século XIX. Ou seja, não tem mil anos.

Karate – Desenvolvido em Okinawa (que era um reino, e …

Os 47 ronin, parte 2: A hora da vingança.

Como dito no post anterior,  o daimyo Asano Naganori se viu obrigado a realizar o seppuku por ter ferido um superior no palácio do Shogun.
Tal notícia foi levada para Oishi Kuranosuke Yoshio, conselheiro de Asano, que assumiu o comando e levou a família Asano para longe, antes de cumprir as ordens do Shogunato e entregar o palácio e o feudo para agentes governamentais.
Dos mais de 300 homens de  Asano, 45, junto com o líder Oishi, recusaram-se a permitir que o seu senhor não fosse vingado, embora o Shogunato houvesse proibido a vingança nesse caso. Sim, haviam casos em que a vingança era tolerada.
Eles se uniram, fazendo um juramento secreto para vingar seu mestre matando o vacilão do Kira, mesmo sabendo que seriam punidos severamente por isso.
Só que o Kira tava bem guardado, e sua residência tinha sido fortificada e a segurança reforçada pois todo mundo sabia que os samurai eram meio doidos. Os ronin perceberam que teriam que esperar a poeira baixar antes que pudessem ter uma peque…

Os 47 ronin, parte I: Asano Naganori

Não é novidade que sou fascinado pelo que diz respeito ao bushido e pelo tema vingança. Logo, não havia como eu não ser fã dessa história ocorrida no Japão feudal que atravessou séculos e é contada como exemplo de devoção até os dias de hoje. Sem mais delongas, a primeira parte:

Em 28 de Setembro de 1667 nascia em Edo, atual Tóquio, Asano Naganori, cujo avô era um Daimyo, um senhor feudal, em Ako, um feudo de tamanho inferior. Pouco tempo depois, seu avô morreu e, raios, antes dos 9 anos de idade seu pai também veio a falecer, fazendo com que o guri viesse a se tornar um senhor de terras antes de sequer precisar se barbear. No ano de 1680, aos 13 anos, foi nomeado para o cargo de Chefe de Carpintaria na Corte Imperial, mas tal cargo só existia no papel. Era um cargo honorífico como vários outros, dados a samurai ou senhores feudais para garantir um bom relacionamento entre os feudos. Basicamente, era um aspone. Ou um assessor parlamentar. É, ele era um daimyo de um feudo merda. Mas e…

Folião blog

Fevereiro vem aí e com ele o Carnaval. Nada contra o Carnaval, visto que é um feriadão com mulheres passeando seminuas pela cidade. Como não gostar disso? 
A trilha sonora não me agrada nem um pouco, mas isso eu tenho como resolver indo pra algum lugar onde não role samba ou simplesmente ficando em casa.  Geralmente acabo preferindo ficar em casa mesmo, maaaaas, vez ou outra tem um filme legal passando, daí preciso me deslocar pela cidade. Aí que está o problema.  A cidade fica um verdadeiro inferno, e você é obrigado a cruzar com certas coisas estúpidas, tipo o “Bloco das Piranhas”, por exemplo.
O "Bloco das Piranhas" - Quem não conhece alguém que já usou roupa de mulher? Pior, fica bancando a periguete chata ?  Ficar implicando com desconhecidos, fingindo que vai pegar nos "documentos" dos caras e sendo excessivamente escrachado é escroto. Fora que é meio estranho o cara ficar empolgado  pra se vestir de mulher.

Outro treco idiota é a desculpinha do "Que isso?!…