sábado, dezembro 25, 2010

Natalino Blog

Então é Nataaaaaaalllllll...e eu estou aqui, à base de sal de frutas, arrotando tudo que comi ontem e hoje. Nada como manter as tradições natalinas! É, Natal é época de reunir a família, falar mal de quem não compareceu e colocar as fofocas em dia, e esse ano eu fui o centro das fofocas por conta de certas mudanças que ocorreram. Mas vejam bem, fofocas boas, não é falando mal ou nada assim não, é só colocando os papos em dia mesmo. Enfim, tô meio sem inspiração pra escrever, e ficar arrotando não ajuda em muita coisa. Mas tenho aqui uma dúvida que me persegue desde que era pirralhinho...

Por que "sabemos" o dia que Jesus nasceu mas não sabemos o dia que ele morreu? Assim.. é mais lógico ter a data "exata" do dia que nasceu o filho de um carpinteiro pobre do que a dta exata da morte de um líder de seita e agitador político que foi condenado à morte por Roma, e portanto haveira alguma documentação sobre o assunto?

Se alguém souber me explicar, por favor, tenha a bondade.

terça-feira, dezembro 14, 2010

Natalino Blog

Então, é Natal. Época de paz, confraternização, respeito, religiosidade, harmonia, solidariedade e muitas outras palavras bonitas. Resumindo, é epóca de hipocrisia.
Não, eu não sou contra o Natal e não, não sou contra as pessoas serem pacíficas, fraternais, respeitosas, religiosas, harmônicas, solidárias e outros adjetivos bonitos. Mas seria interessante se fossem assim o ano todo.
Mas o meu problema com Natal é outro. Meu problema com o Natal se resume simplesmente à atmosfera natalina. Minha dúvida é: Todo maldito lugar tem que ficar tocando música natalina????
Porra, eu juro que não aguento mais musiquinha de harpa, "Jingle bells" em ritmo de gospel music, Simone cantando música natalina, malditos brinquedinhos chineses tocando a mesma música em todos os camelôs... além da decoração. Juro que não aguento ver mais pinheiros, sininhos e guirlandas. Aliás, pra quem é alto esse problema fica ainda pior, pois toda hora damos uma cabeçada em alguma guirlanda. Aliás, uma dúvida queme persegue desde a infância: Qual a razão de fazermos decoração com pinheiros cheios de neve? Pnheiro não é uma árvore muito comum aqui, neve muito menos. O que dizer então do papai Noel com aquela roupa pesada.
Aliás, falando no papai Noel, imagino a confusão que não dá na cabeça das crianças ver o bom velhinho em tantos lugares ao mesmo tempo. Ontem, ao andar pelas imediações da praça Saens Peña me deparei com o bom velhinho na entrada de uma farmácia, bem debaixo do ar-condicionado, sentado numa cadeira e tirando fotos com crianças. Logo depois, ao entrar numa galeria, lá estava outro bom vehinho, sentado com um ventilador ao seu lado, também tirando fotos com crianças. E a galeria é do lado da farmácia. Ele estava lá fora e agora está aqui??? Como assim, mamãe???

Assim surgem os esquizofrênicos.

ps: Boas festas para todos!!! :p