quarta-feira, outubro 31, 2007

Intrigado blog

Por que na tarja que indica a censura classificatória nos programas de televisão, além do texto que indica a mesma, aparece uma simpática moça no canto direito traduzindo tudo para sinais de Libras?

sábado, outubro 27, 2007

Crítico blog

São 23:00 e tem uma banda de rock ensaiando aqui na casa em frente à minha. Nada contra o estilo musical em si, adoro rock. Nada contra o horário também, afinal é Sábado, e eu não dormirei tão cedo. E até gosto de ver uma banda de rock se formando aqui em Vigário Geral. Pra quem não conhece, Vigário Geral é um bairro situado na Zona Norte do Rio de Janeiro, na região da Leopoldina. Eu, por exemplo, sempre fui visto como uma criatura estranha por gostar de rock, portanto, me agrada muito que comecem a surgir bandas de rock numa região onde o pagode e o funk predominam. Mas é que esta banda em particular tem um pequeno problema. Na verdade são alguns pequenos problemas. Bem, pra começar, o baterista é uma bosta. Sim, ele é uma merda de baterista, acha que bater forte é tocar bem. O guitarrista é sofrível. O baixista é bom, vá lá. O vocalista, bem... o vocalista precisa primeiro aprender a manter um tom. Assim que ele aprender a manter um tom, precisa urgentemente deixar de querer cantar como o Axl Rose. Esse jeito estridente de cantar já me deixava irritado nos anos 90 e minha opinião não mudou desde então. Mas eles cantam um repertório bom até, desde as antigas do Capital Inicial, passando por Ratos de Porão, Inocentes, Legião e afins. Tava dando até pra levar legal. Até que eles começaram a cantar num idioma estranho, que eu nunca ouvi na minha vida. Demorei para perceber que os versos "Haidonidôu sinifraun, hei! Tínga! Heimaifrinderóu!" vinham da canção "Another brick in the wall" do Pink Floyd. Como eu até escuto Pink Floyd, mas não sou fã, relevei. Porém, pra despertar meu lendário mal-humor, eles destruíram uma canção que eu adoro. Confesso que demorei pra entender que as frases "Loráponga, buiudepnde dê nôu derá quefránoei" correspondiam à "Smells like teen spirit" do Nirvana. Ah, agora sim fiquei puto! Não bastava cantar mal, precisa destruir a minha música favorita? Na boa, quer cantar? Aprenda a cantar. Quer começar uma banda? Certifique-se de que todos os componentes sabem tocar seus respectivos instrumentos. Depois certifique-se de que aprendam um pouco de Harmonia. Quer cantar em inglês? Porra, aprenda a pronunciar as palavras pelo menos! Mas, podia ser pior. Ao invés de haver uma banda de rock ensaiando em frente à minha casa poderia haver uma dupla de goianos ensaiando música sertaneja. Poderiam ser "us mano" da periferia de São Paulo cantando uns "répi". Poderia ser um grupo de Belém tocando Brega. Ou poderiam ser os típicos habitantes de Vigário Geral tocando Funk ou Pagode. Olhando por esse prisma, até me considero sortudo.

terça-feira, outubro 23, 2007

Cinematográfico blog

Todos aqui sabem que agora, além das adaptações literárias e quadrinísticas para o cinema, o novo filão são as adaptações de videogames para a telona. Como assim? Bem, o videogame já virou uma nova mídia, independente, e que gera sua própria cultura. Chega até a causar uma certa nostalgia aos que viram a era de ouro dos games, com seus 8 e 16 bits, o que gera festas regadas à música de videogame, com trilha sonora de Megaman, Super Mario Bros, Zelda, Ninja Gaiden e afins. Pois bem, obviamente a telona não poderia ficar de fora dessa, e de unsanos pra cá, as adaptações foram surgindo. Bem toscas na grande maioria das vezes, mas não pelo fato de não terem boas histórias - alguns jogos tem enredos que não deixam a dever pra nenhum livro - mas pelo fato dos roteiristas não terem conseguido ainda encontrar a forma adequada de transportar tais histórias para a telona, como aconteceu com os quadrinhos a alguns anos.Ou alguém aqui esquece que os filmes do Batman, Homem-Aranha, Hulk e Capitão América eram podres? Só a partir de X-Men e do novo Homem-aranha eles acertaram na mão, e as adaptações não ficam mais a dever, incluindo V de Vingança e 300, como obras primas.
Mas os filmes baseados em videogames até agora não emplacaram, gerando enormes PORCARIAS cinematográficas como:

- Super Mario Bros (Porcaria)
- Street Fighter (Lixo)
- Mortal Kombat (Meia-boca)
- Doom (ARGH)
- Double Dragon (Horrível)
- Tomb Raider

E um ou outro se salvam, no caso, Final Fantasy, Resident Evil (O primeiro é um ótimo filme pipoca) e Silent Hill.
Pois bem, achei este vídeo parodiando os filmes baseados em videogame, e este aqui parodia o jogo mais jogado e mais subestimado dos donos de pc, quesó lembram dele quando não conseguem se conectar à internet e enjoaram de jogar Paciência. Sim, estou falandode Campo Minado!!! Divirtam-se, pois, com esta que promete ser a redenção dos filmes baseados em videogames:

Obs: Ae, estou participando de uma boa campanha entre blogs e gostaria de contar om a ajuda dos meus fiéis 3 leitores. O nome da campanha é “Tour”, o objetivo dela é fazer com que ocorra uma maior integração entre os blogs pois, segundo o cara que teve essa idéia, “Queremos apenas comentários decentes. Se não, pra que comentar? Não queremos só elogios, mas sim críticas”.
E isso resume bem a idéia de todos os que entraram na campanha. Se quer participar, vá até a Comunidade da Campanha TOUR e veja como funciona. O Blog Tour da semana é o Reflexões de Um Louco (clique aqui) .

Anarriê! P.´.Q.´.P.´.

segunda-feira, outubro 22, 2007

Intolerante blog

Acredito que todo ser humano seja igual, independente de etnia, sexo, nacionalidade, religião, orientação sexual, nível cultural ou qualquer outro diferencial. Mas juro que sempre penso em rever meus conceitos quando pego o metrô em dia de jogo no Maracanã.

quinta-feira, outubro 04, 2007

Científico Blog

Estudo confirma que mulheres preferem homens ricos

Na hora de buscar um parceiro, os homens dão prioridade ao aspecto físico, enquanto as mulheres dão mais valor à situação econômica, diz um estudo.Os pesquisadores chegaram à conclusão de que os homens se fixam mais nos atrativos físicos das mulheres, que, por sua vez, adaptam seu desejo para buscar um companheiro em boa condição econômica.O estudo, publicado pela Revista Proceedings of the National Academy of Sciences, foi elaborado a partir da experiência relatada por 46 pessoas da cidade alemã de Munique que têm entre 26 e 40 anos.

http://es.noticias.yahoo.com/efe/20070903/tso-un-estudio-confirma-que-los-hombres-64bc860_1.html

Bom, até aí, eu já li isso numa revista MAD tem uns 15 anos, mais ou menos. Aliás, qualquer um com mais ou menos 15 anos de idade já percebe isso. Obviamente é uma generalização, não digo que TODAS fazem isso.
Mulheres sempre buscarão bons provedores(ou ricos), está no instinto feminino.Por mais que soltem seus clichês de "beleza interior", serão desmascaradas pelo seus próprios atos, escolhas, e rejeição dos homens mal sucedidos. Normal, afinal, animais machos procuram copular com o maior numero de fêmeas pra ter mais filhotes por "ciclo", animais fêmeas procuram o melhor macho pra garantir a vida do filhote. Precisa de estudo?
Aliás, até escrevi sobre essa budega aqui:

http://linhasretas.blogspot.com/2006/05/prestes-ser-chamado-de-machista-blog.html

Mas, partindo dessa pesquisa inútil, fiz uma pesquisa inútil e descobri que existem muitas outras pesquisas inúteis feitas por cientistas desocupados. Segue a lista:

Jacques Benveniste afirmou em um estudo que a água, H2O, é um líquido inteligente, e tenta demonstrar que a água é capaz de se lembrar de acontecimentos muito depois de todos os vestígios desses acontecimentos terem desaparecido.

F. Kanda, E. Yagi, M. Fukuda, K. Nakajima, T. Ohta, e O. Nakata do Shisedo Research Center em Yokohama, Japão, fizeram um estudo pioneiro chamado Elucidação dos Componentes Químicos Reponsáveis pelo Chulé do Pé (Elucidation of Chemical Compounds Responsible for Foot Malodour), especialmente pela conclusão de que as pessoas que pensam que têm chulé tem, e as que pensam que não têm, não têm.

John Edward Mack da Escola de Medicina de Harvard e David M. Jacobs da Universidade Templee, pela sua conclusão de que as pessoas que acreditam terem sido raptadas por extraterrestres provavelmente foram-no; e especialmente pela sua conclusão "o objetivo do rapto é a produção de filhos".

James F. Nolan, Thomas J. Stillwell, e John P. Sands Jr., homens de medicina misericordiosa, fizeram a dolorosa pesquisa "Gestão Aguda de Pênis Presos no Fecho" (Acute Management of the Zipper-Entrapped Penis).

Bem, essa é só uma pequena lista, tem muito mais por aí, desde cientistas que estudam a deformação de flocos de milho a biólogos que querem descobrir se pinguins olham pros aviões que passam.

Qualquer dia alguém fará um estudo provando que macaco gosta de banana.