Pular para o conteúdo principal

Fingido Blog


"O poeta é um fingidor

Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente"


 Embora não seja poeta, sou uma pessoa, não tão complexa quanto o Pessoa, e finjo que é dor a dor que deveras sinto. 
Todo dia, ao acordar, preciso achar um motivo pra levantar e encarar o trânsito e o emprego que, apesar de pagar direito, não traz satisfação alguma. Basicamente o motivo que encontro é poder cuidar da pessoa que amo. Ou simplesmente falo pra mim mesmo "Você é pobre, Alexandre", e me convenço a sair.

Não tô tentando fazer texto que faça sentido ou qualquer coisa. Tá mais pra um desabafo, apenas. 

Tô cansado. Não fisicamente, mas na "alma", se é que isso existe. Esgotado. Esvaído. Parece que está num nível celular, se é que essa comparação faz algum sentido. 

Não, não estou fazendo carta de despedida, não pretendo me matar nem nada disso. Não faz meu estilo. Dá trabalho, é sujo e deixa as pessoas que você ama devastadas. Não que esse pensamento já não tenha surgido na cabeça, até mesmo por conta da depressão diagnosticada há anos. Mas sempre fui mais do "encara de frente e foda-se". E não tenho intenção de mudar essa atitude. 

Mas confesso um certo alívio que Nembutal seja difícil de se conseguir.

Depression

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Limítrofe Blog.

Você acorda cedo.

Você acorda cedo e sai de casa cedo.

Você acorda cedo e sai de casa cedo pois pega dois ônibus para ir pro trabalho.

Você acorda cedo e sai de casa cedo pois pega dois ônibus para ir pro trabalho pois quer ir em relativo silêncio.

Você acorda cedo e sai de casa cedo pois pega dois ônibus para ir pro trabalho pois quer ir em relativo silêncio visto que no trem, onde você levaria somente meia hora para chegar ao trabalho, o silêncio é algo que não existe.

Você acorda cedo e sai de casa cedo pois pega dois ônibus para ir pro trabalho pois quer ir em relativo silêncio visto que no trem, onde você levaria somente meia hora para chegar ao trabalho, o silêncio é algo que não existe e você quer um pouco de silêncio em sua vida pois no seu trabalho o telefone toca o tempo todo e em casa você tem vizinhos ouvindo música alta o tempo todo e na frente de casa tem uma porra de um lanterneiro.

E todo o dia a mesma coisa. E todo dia é o Dia da Marmota.

Você já nem aguenta mais ouvir seu n…

Os 47 ronin, parte 2: A hora da vingança.

Como dito no post anterior,  o daimyo Asano Naganori se viu obrigado a realizar o seppuku por ter ferido um superior no palácio do Shogun.
Tal notícia foi levada para Oishi Kuranosuke Yoshio, conselheiro de Asano, que assumiu o comando e levou a família Asano para longe, antes de cumprir as ordens do Shogunato e entregar o palácio e o feudo para agentes governamentais.
Dos mais de 300 homens de  Asano, 45, junto com o líder Oishi, recusaram-se a permitir que o seu senhor não fosse vingado, embora o Shogunato houvesse proibido a vingança nesse caso. Sim, haviam casos em que a vingança era tolerada.
Eles se uniram, fazendo um juramento secreto para vingar seu mestre matando o vacilão do Kira, mesmo sabendo que seriam punidos severamente por isso.
Só que o Kira tava bem guardado, e sua residência tinha sido fortificada e a segurança reforçada pois todo mundo sabia que os samurai eram meio doidos. Os ronin perceberam que teriam que esperar a poeira baixar antes que pudessem ter uma peque…

Mitológico Blog

Algum de vocês já presenciou algo que só se lê em livros sobre Mitologia Greco-Romana?
Eu já.
Na verdade, quase todo sábado eu vivo a mesma cena mitológica.
Já ouviram falar do Hades? De Caronte? Do Rio Estiges?
Hades é o nome do deus grego que comanda os INFERNOS, na verdade o lugar também é chamado de Érebo ou Hades mesmo. Os INFERNOS não são como o Inferno judaico-cristão, são apenas as profundezas da Terra, onde existe um tribunal presidido pelo próprio Hades e com 3 juízes: Minos, Éaco e Radamanto, 3 figuras taciturnas que sem hesitação castigam ou recompensam as almas. As almas, após julgadas, ou iam para o Tártaro ( que seria nosso inferno) ou para os Campos Elísios ( que seria nosso céu).
Para chegar neste tribunal a alma percorre um longo caminho. Ao saírem de seus corpos mortos, as almas se dirigiam até as profundezas e, lá chegando, devem ir até a margem do Rio Estiges e entregar um óbolo ( uma moeda) para Caronte, o barqueiro do Rio Estiges, para que ele as conduzis…