Pular para o conteúdo principal

Artístico blog

Artístico blog...

Ontem fui com Vanessa, a amada, ao Paço Imperial, primeira residência da família real ao chegar ao Brasil e local onde foi realizado o famoso discurso do dia do Fico, por D. Pedro I.
Fomos lá para ver a exposição Imagem & Som, que está em sua terceira edição, dessa vez homenageando Dorival Caymmi mas, como essa exposição ficava no segundo pavimento, resolvemos ver as 3 exposições situadas no primeiro pavimento antes.
Bem, só posso dizer que me faltaram palavras para definir minha emoção ao ver tais exposições. É verdade, eu não conheço tantos palavrões assim!
A primeira exposição era de uma artista plástica performática que definitivamente tinha problemas sexuais, religiosos e algum trauma de infância. Tinhm uns escapulários no chão formando desenhos de orgãos sexuais masculinos, caminhas com bonecos imitanto o Kama Sutra e um monte de vibradores decorados. Inclusive havia um telão onde era mostrada uma performce da artista, onde ela subia uma escada de madeira, colocava sabão em pó dentro de um balde cheio de água, pegava um macarrão em forma de canudo e começava a soprar bolhas de sabão! E foi aplaudidíssima por isso!!!!!
Eu garanto que todo mundo que aplaudiu só o fez pra não parecer burro, mas na verdade ninguém entendeu o que ela quis mostrar. Se é que havia algo a ser mostrado.
Logo depois entramos na exposição seguinte, que nada mais era do que metros de lona pendurada. Se isso é arte, o camelódromo da Uruguaiana é quase que um museu a céu aberto. Resolvemos pular a terceira, que era baseada em caixas de papelão.
Pois bem, chegamos à exposição sobre Dorival Caymmi. Essa exposição realmente eu gostei, pelo menos da maioria dos quadros, baseados em músicas de Caymmi, onde você pode olhar para a obra ao mesmo tempo em que lê a letra da música e a escuta com fones colocados perto da obra mas, como sempre, eu acho que algum dos artistas resolveu dar uma viajada.
No fim de tudo, resolvemos ir ao Bistro do Paço, que fica no térreo. Lugar pequeno, parece bem intimista, mas ficamos mais de 15 minutos para sermos atendidos pela porra do garçom só pelo fato de não estarmos vestidos como gente cool. Sim, cool, aquele pessoal que deixa o cabelo desalinhado de propósito, usa óculos esquisitos e escuta músicas estranhas pra se achar diferente.
Foi legal nosso programa, mas definitivamente eu preciso soltar a minha sensibilidade para poder apreciar essas obras de arte feitas para pessoas modernas e legais. Ou então fumar um baseado antes de entrar no museu.

Comentários

  1. concordo com a parte de fumar um baseado antes de entrar nesses tipos de museus!!
    ><

    bjão samureba i uma boa semana !
    ;**

    ResponderExcluir
  2. vanessa11:54 PM

    Eu adoro ir a essas exposições com vc!!! É divertido demais!!!
    Ri muito com o texto, te amo!

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Hahahahahahahahaha
    Vc tá mais afiado do que nunca! Adorei!

    E aí, tá gostando do Blogspot?
    Beijos, Samu.

    ResponderExcluir
  4. fumar baseado ahahahahahaha

    ResponderExcluir
  5. Anônimo4:52 AM

    Sim, provavelmente por isso e

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Coisificado blog

Sabe como é ter realização profissional? Eu não.
Há um certo tempo venho notando que deixei de ser uma pessoa, o Alexandre Santana, e virei o "rapaz do ponto". Sim, eu cuido da frequência no porto do Rio, em especial da Guarda Portuária. É um trabalho. É digno. É honesto. Mas deixei de ser uma pessoa e me tornei um relógio de ponto. Fui coisificado.
Sim. Na maioria dos dias eu mal chego (07:00) e não ouço bom dia e sim um "Ei, o relógio está com defeito!" ou um "Oi, estou com um probleminha aqui no ponto..." e o pior de todos "Olha, vocês me deram falta aqui (sim, eu fui na frequência de um fdp aleatório e taquei falta, claro...)". 
Eu imagino que na maioria dos empregos realmente seja assim e que eu esteja reclamando de barriga cheia. Pode ser. O problema é que não estou lidando com clientes, e sim com pessoas que trabalham na mesma empresa que eu. Com a grande diferença que estou EFETIVAMENTE trabalhando, diferente da grande maioria.
Foda-se, …

Limítrofe Blog.

Você acorda cedo.

Você acorda cedo e sai de casa cedo.

Você acorda cedo e sai de casa cedo pois pega dois ônibus para ir pro trabalho.

Você acorda cedo e sai de casa cedo pois pega dois ônibus para ir pro trabalho pois quer ir em relativo silêncio.

Você acorda cedo e sai de casa cedo pois pega dois ônibus para ir pro trabalho pois quer ir em relativo silêncio visto que no trem, onde você levaria somente meia hora para chegar ao trabalho, o silêncio é algo que não existe.

Você acorda cedo e sai de casa cedo pois pega dois ônibus para ir pro trabalho pois quer ir em relativo silêncio visto que no trem, onde você levaria somente meia hora para chegar ao trabalho, o silêncio é algo que não existe e você quer um pouco de silêncio em sua vida pois no seu trabalho o telefone toca o tempo todo e em casa você tem vizinhos ouvindo música alta o tempo todo e na frente de casa tem uma porra de um lanterneiro.

E todo o dia a mesma coisa. E todo dia é o Dia da Marmota.

Você já nem aguenta mais ouvir seu n…

Suicida blog

Quero morrer.

Não literalmente. Essa eu aguardo sem muita pressa, mas já sabendo que é inevitável.

É mais uma espécie de "morte figurada", por assim dizer. Aos poucos eu venho matando o Alexandre que foi construído ao longo dos anos e que meio que estacionou. Esse Alexandre já não tem mais muito espaço, esse Alexandre só faz merda e só se afunda.

Esse Alexandre trocou sonhos por segurança. Não que segurança seja ruim, pelo contrário, mas esse Alexandre se acomodou. Muito. Esse Alexandre virou uma pífia sombra daquele Alexandre cheio de sonhos, esperanças e "sangue nos olhos". Sei que aquele Alexandre não volta, ou pode voltar cheio de cicatrizes, mas ESSE Alexandre de hoje em dia precisa morrer.